Utilidades

TESTE A SAÚDE DO SEU BOLSO

Por quer fazer os Testes?

As pessoas realmente sabem qual a sua atual situação financeira?
O que representa estar endividado?
O representa estar equilibrado financeiramente?
O representa ser um investidor?

Com o objetivo de lhe ajudar a conhecer mais o seu perfil pessoal financeiro, elaborei um teste para que as pessoas possam fazer e diagnosticar a saúde do seu orçamento.

Se o indivíduo está na parcela dos endividados, o teste serve para saber o que precisa ser feito para resolver a situação.

“Essa pessoa tem que parar de combater o efeito e focar em querer combater a causa”.

Tomar consciência da causa do problema financeiro é positivo para que o endividado comece a negociar as suas dívidas e reassuma o controle da vida financeira.

Teste a saúde do seu bolso
1- O que você ganha por mês é suficiente para arcar com os seus gastos?

A. (   ) Consigo pagar as minhas contas e ainda guardar mais 10% dos meus ganhos todo mês.
B. (   ) É suficiente mas não sobra nada.
C. (   ) Gasto todo o meu dinheiro, uso o limite do cheque especial e ainda peço emprestado para parentes e amigos.

2- Você tem conseguido pagar as suas despesas em dia e à vista?

A. (   ) Pago em dia, à vista, e em alguns casos com bons descontos.
B. (   ) Quase sempre, mas preciso parcelar as compras de maior valor.
C. (   ) Sempre parcelo as minhas contas utilizando as minhas linhas de crédito: através do cheque especial e do cartão de crédito.

3- Você faz o seu orçamento financeiro mensalmente?

A.   (   ) Faço periodicamente e comparo o orçado com o realizado.
B. (   ) Somente registro o que gastei sem analisar os gastos.
C. (   ) Não faço o meu orçamento financeiro.

4- Você consegue fazer algum tipo de investimento?

A. (   ) Utilizo mais de 10% do meu ganho em linhas de investimentos que variam de acordo com os meus ideais.
B. (   ) Quando sobra algum dinheiro, deposito na poupança.
C. (   ) Nunca sobra dinheiro para esse tipo de ação.

5- Como você planeja a sua aposentadoria?

A. (   ) Tenho planos alternativos de previdência privada para garantir minha segurança financeira.
B. (   ) Contribuo para a Previdência Social. Sei que preciso ter uma reserva extra, mas não consigo poupar.
C. (   ) Não contribuir para a Previdência Social e nem para a privada.

6- O que significa para você, ser independente financeiramente?

A. (   ) Que posso trabalhar por prazer e não por necessidade.
B. (   ) Que posso ter dinheiro para viver bem o dia-a-dia.
C. (   ) Que posso curtir a vida intensamente, sem ter de me preocupar com o meu futuro financeiro.

7- Você sabe quais são seus sonhos e objetivos de curto, médio e longo prazo a serem realizados?

A. (   ) Sei quais são, quanto custam e por quanto tempo terei de trabalhar e guardar dinheiro para realizá-los.
B. (   ) Tenho muitos sonhos e o quanto eles custam, mas não sei como realizá-los.
C. (   ) Sempre acabo deixando os meus sonhos e objetivos para o futuro, por não conseguir guardar dinheiro para realizá-los.

8- Se um imprevisto alterasse a sua situação financeira, qual seria a sua atitude?

A. (  ) Faria um diagnostico financeiro registrando quanto ganho, quanto gasto, quanto invisto e quanto tenho de pagar em dívidas, se as tiver.
B. (   ) Cortaria despesas e gastos desnecessários.
C. (   ) Não saberia por onde começar e teria medo de encarar a minha verdadeira situação financeira.

9- Se a partir de hoje você não recebesse mais o seu salário, por mais quanto tempo você conseguiria manter o seu padrão atual de vida?

A.(   ) Conseguiria mantê-lo por 10 anos ou mais.
B. (   ) Manteria meu padrão de vida por, no máximo, um ano.
C. (   ) Não conseguiria mantê-lo nem por alguns meses.


10- Quando você decide comprar um produto, qual é a sua atitude?

A. (   ) Planejo uma forma eficaz de investimento para comprar à vista e com desconto.
B. (   ) Parcelo o valor do produto dentro do meu orçamento.
C. (   ) Compro o produto e depois me preocupo como irei pagar.


Relevância das respostas:

A – 10 pontos | B – 5 pontos | C – 0 pontos

De 70 – 100: Investidor
Parabéns, você já é um investidor. A opção mais indicada é continuar investindo. Você deve também planejar um salto: a auto previdência ou investimentos mais sofisticados. Você esta no caminho certo! Conte comigo para auxiliar em seus novos investimentos!

De 45 a 65: Equilibrado Financeiramente
Você é uma pessoa equilibrada mesmo não tendo uma poupança nem possuindo dívidas. Nesse caso, uma boa opção é iniciar uma reserva. Você deve destinar ao menos uma parcela do seu salário para este fim. Uma conselho favorável, é começar aplicar o seu dinheiro  em um fundo de renda fixa ou variável. O mais importante, contudo, é criar o hábito de poupar. Conte comigo para lhe ajudar nesta meta.

De 0 a 40: Endividado
Sua situação é grave. Diante disso, a ajuda de um consultor é muito importante para que seja feito um planejamento eficaz, para você voltar a ter o controle sobre a sua vida financeira. O primeiro passo é saber exatamente o valor da sua dívida e para quem você está devendo. No momento de renegociar sua divida, procure diminuir ao máximo os juros abusivos com índices acima 3%. Em algumas renegociações, há possibilidade de eliminação total dos juros. Após esse passo, você deve estabelecer uma meta de pagamento de parcelas que esteja dentro do seu orçamento mensal.

Segue abaixo 02 modelos de Planilhas de Controle Financeiro Pessoal, clique nos links para baixá-las:

Planilha de Controle Financeiro Pessoal

Planilha Orcamento Familiar

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *